Meu novo Blog

5 de abr de 2010

VIDE-BULA

Fiquei impressionado com tanto conhecimento médico, firmeza nas respostas e clareza na exposição do doutor e escritor Drauzio Varella no programa “sempre um papo”. Porém, ao ser questionado pela platéia se ele aplicava algum tipo de espiritualidade às suas consultas, expôs seu respeito por quem faz isso, no entanto, declarou sua posição ateísta. Ao refletir em sua resposta, pensei: Como um profissional com essa “bagagem”, um doutor, pode tratar de vidas sem conhecer a essência da vida? Acreditar que há mais beleza na origem do universo e do homem serem supostamente oriundos de um “big-bang”, gerados pelo acaso, evoluídos de uma ameba, do que criados por um ser inteligente como Deus? Em não aceitar a Bíblia como a Palavra de Deus?

Lembrei, então, das seguintes passagens bíblicas:
“O temor do SENHOR é o princípio do saber (Edição Almeida Atualizada); O temor do SENHOR é o princípio da ciência (Edição Almeida Corrigida); O temor do Senhor é o princípio da sabedoria (Edição Católica); O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento (Edição Almeida Revisada Fiel).” (Provérbios 1.7)
“O Pregador, além de sábio, ainda ensinou ao povo o conhecimento; e, atentando e esquadrinhando, compôs muitos provérbios. Procurou o Pregador achar palavras agradáveis e escrever com retidão palavras de verdade. As palavras dos sábios são como aguilhões, e como pregos bem fixados as sentenças coligidas, dadas pelo único Pastor. Demais, filho meu, atenta: não há limite para fazer livros, e o muito estudar é enfado da carne. De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem. Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más.” (Eclesiastes 12.9-14)
“Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. (Romanos 1.19-22)
“Aproximando-se (de Jesus) os fariseus e os saduceus, tentando-o, pediram-lhe que lhes mostrasse um sinal vindo do céu. Ele, porém, lhes respondeu: Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?” (Mateus 16 1-3) (Entendem das coisas materiais, mas não possuem discernimento espiritual)
“Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos.” (Mateus 11.25)
“Porque Cristo enviou-me... não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã. Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes. Onde está o sábio (o Grego – Poder Cultural)? Onde está o escriba (o Judeu – Poder Religioso)? Onde está o inquiridor deste século (o Romano – Poder Político)? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante Ele. (I Coríntios 1.17-29)

Então, senhores doutores, consultem o médico dos médicos (Jesus) e em caso de dúvida, vide-bula (a Bíblia).

Pr. Ronaldo Lucena

Nenhum comentário:

Postar um comentário